X
Menu
Subscrever newsletter:

Os Bailes-concerto são para todos no Festival Desdobra-te

Associação PédeXumbo (Atualizado em: 3 Novembro, 2020 )

Porque deixar de dançar faz mal à saúde, no Festival Desdobra-te, os Bailes-concerto são para todos! Para os querem dançar, para os que querem simplesmente ficar sentados a ouvir, para os que querem vir para o espaço do festival e para os que querem ficar nas suas próprias casas.

Nos Bailes-concerto todo o repertório é para dançar, mas os menos atrevidos nos passos de dança terão também lugar para se sentar a ouvir os músicos. Os Bailes-concerto são ainda as atividades do festival que viajam até às casas dos que não puderam viajar até ao festival.  Neste sentido, a organização abre a possibilidade de se adquirir Passes Baile em Streaming para levar os bailes a várias casas, através da plataforma Zoom, permitindo que todos bailem, desde Évora ao resto do país.

Num tempo em que devemos manter o distanciamento social, os Bailes-concerto são ainda um apelo à nossa criatividade e à adaptação do corpo a um novo tempo e a um novo espaço! Uma nova moda para a dança de roda. Uma mazurca sózinho, a olhar o vizinho. E em linha, uma dança de pares será uma dança de olhares. Sorrisos lançados em vez de braços dados.  

E vamos à música. Na sexta-feira, dia 27 de novembro, será apresentado pela primeira vez o Novo Baile PX, resultado de um trabalho de 4 músicos em residência a convite da Pédexumbo para a construção de repertório de baile. No mesmo dia tocam também as Correcaminhos (PT), um duo formado por Ana Santos (violino, viola d’arco e gaita-de-fole) e Stela Silva (guitarra, cavaquinho, voz e percussões), que se dedica ao repertório para baile de danças tradicionais de todo o mundo. No sábado, dia 28 de novembro, há baile com Parmenter-Delafuente* (PT/ES), um duo composto por Eva Parmenter e Juan de La Fuente, dedicado à música folk, música que serve danças tradicionais de vários recantos da Europa. No mesmo dia há baile-concerto com DOS (ES), os espanhóis Pedro Bartolomé e Esther Sánchez que desenvolveram um repertório de temas de baile onde podemos ouvir e dançar Mazurcas, Valsas, Chapelloises, Bourrés e outras danças europeias, bem como Jotas, Porros e acompanhamentos típicos do folclore castelhano. No domingo, dia 29 de novembro, tocam os irmãos italianos Duo Bottasso (IT), com Nicolò no violino e trompete e Simone no acordeão diatónico trazem world music com composições próprias e releituras de canções folclóricas. No domingo podemos ainda dançar ao som dos Dahu (PT), com Pedro Prata na guitarra e Inês Lopes na concertina a trazer um repertório de composições originais partindo de musicas tradicionais, onde a música e a dança europeias se unem desfazendo fronteiras.

Tudo sobre a programação aqui.

*Na fotografia

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Scroll to top