X
Menu
Subscrever newsletter:

Danças do Mundo Adultos

Associação PédeXumbo (Atualizado em: 5 Julho, 2024 )

Terça-feira, 19h00 às 20h30 | Orientado por Ana Silvestre

Para dançar sozinho, em par ou em grupo, as Danças do Mundo são recomendadas para quem dança mas também para quem nunca dançou e se quer divertir!

Num mundo de ritmos, desde os mais simples marcados a dois tempos como são as marchas, funanas, contradanças ou ritmos mais rápidos como são os quatro tempos das polcas, passando pelos três tempos das valsas ou mazurcas. Mas sendo este mundo tão rico em culturas com danças muito diferentes, não vamos deixar de dançar os ritmos complexos da Macedónia ou da Bulgária, ou as danças de ilhas como Cabo Verde, a Polinésia ou o Japão.

30€ mensalidade 
22,50€ (25% de desconto) para sócios da PédeXumbo
24€ (20% de desconto) para sócios Gerador, sócios da ASSP – Delegação Évora e membros da Erasmus Student Network Évora (mediante a apresentação de cartão Erasmus).

Os pagamentos relativos a esta actividade deverão ser efectuados por transferência bancária, até ao dia 8 de cada mês, para IBAN Associação PédeXumbo.

Mais informações: Márcio Pereira | +351 913 742 993 | marcio.pereira@pedexumbo.com

BIOGRAFIA

Ana Sivestre é licenciada em Psicologia e Pós-Graduada pela FMH em Dança em Contextos Educativos. Professora de Danças do Mundo com vasta experiência no trabalho de movimento com diferentes faixas etárias, desde o pré-escolar ao trabalho de dança inclusiva com instituições IPSS. Colabora com a Associação Pédexumbo desde 2006, como monitora de Danças Tradicionais do Mundo, como dinamizadora de oficinas e formação de formadores na área da Danças Tradicionais. Co-criadora em Projetos como o Baile das Histórias (uma co-produção Casa das Histórias Paula Rego e Associação Pédexumbo); Bail`A Rir; Era Uma Tela em Branco e Mandadora de baile no grupo folk Aqui Há Baile. Integra o elenco da ACCA (Companhia Clara Andermatt) no espetáculo Fica no Singelo como formadora e Mandadora de Danças Tradicionais Portuguesas. Atualmente desenvolve trabalho como Artista MUSE no projeto Europeu da Fundação Yehudi Menuhin Portugal, com a atividade artística de Dança e Movimento em escolas públicas inseridas em contextos vulneráveis e na presença de culturas minoritárias.

Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Scroll to top